Dia: 8 de outubro de 2016

[CRÔNICA: COLETÂNEA “AMORES PERDIDOS – Crônicas dos engarrafados corações medrosos”] Débito Automático

DÉBITO AUTOMÁTICO. Eu estava em pé no bar entre um banco alto, de madeira, e o joelho de um flamenguista xingando o noticiário de esportes. O amendoim era de graça, junto com uma Proibida um pouco cara para aquela hora do dia: a hora do nada. Em que você não queria pagar por algo que […]

Continue a ler

[CRÔNICA: COLETÂNEA “AMORES PERDIDOS – Crônicas dos engarrafados corações medrosos”] Débito Automático

DÉBITO AUTOMÁTICO. Eu estava em pé no bar entre um banco alto, de madeira, e o joelho de um flamenguista xingando o noticiário de esportes. O amendoim era de graça, junto com uma Proibida um pouco cara para aquela hora do dia: a hora do nada. Em que você não queria pagar por algo que […]

Continue a ler