[4ª Poética] Mistério na roça – Atex C. Azevedo

  Existe um som que amedronta
  No caminho escuro da roça,  
  È um som que o mais forte não afronta,
  Que assovia por riba da choça. 

  Ecoa agil na ribanceira,
  Adentra o canavial silencioso. 
  No taboal parece fazer brincadeira,
  Sobre os ninhos passa malicioso.

 No tronco oco muda de som,
 Mais adiante revolve a palha,
 Esse é o misterioso som
 Da lágrima que o vento espalha.


 ATEX C. AZEVEDO

3 comentários em “[4ª Poética] Mistério na roça – Atex C. Azevedo

  1. Muito Lindo! Parabéns!

  2. Muito Lindo! Parabéns!

  3. Muito Lindo! Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *