[4ª Poética] Moça Bonita – Atex C. Azevedo

Decora moça bonita
A canção que o vento canta.
Minha língua se apega 
Ao céu da boca
E a canção se torna em pranto. 

Decora moça bonita
A canção que se fez pranto…
Meus olhos se apegam a lágrima
E o canto se torna santo.

Fui distinto em falar de amor…
Não rimei , não implorei
Apenas quis beijar o canto
Na boca da moça bonita
Que em delírio , amei.

ATEX C. AZEVEDO               

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *