Mês: setembro 2018

[Súmula de Domingo] O Poderoso Zeca Roots – Ana Cristina da Costa

           O domingo é considerado para muitos um dia de descanso e este culmina com passeios em parques, clubes, casa de amigos e parentes e ou permanecer em casa de papo para o ar já lhes confere as baterias recarregadas. Ao menos para mim descanso é descanso e louvando o seu […]

Continue a ler

[Projeto Láquesis] Você outra vez – Davyd Vinicius

Berlim, 19 de maio de 1995  Olá querida Helena. Hoje fazem dois meses que já estou em Berlim, as coisas vão bem por aqui. Minha residência é em um hospital grande, tenho trabalhado bastante e quase não tenho tido tempo para me dedicar à outras coisas.  Meu visto para trabalhar aqui já saiu e  Minha […]

Continue a ler

[4ª Poética] Onde a vida imita a arte – Chico Mulungu

ONDE A VIDA IMITA A ARTE Quem pode seguir livre o seu caminho Permite-se aos seus sonhos, e ao seu destino, Pode escrever sua história em pergaminho Ou desafinar por completo o violino!… De tão larga, essa estrada é atrevida E pode nos levar a qualquer parte!… A juventude, das porções, é a mais florida […]

Continue a ler

[Súmula de Domingo] A Beleza e as flores! – Ana Cristina da Costa

“Tome um banho de flores, passe o seu perfume” – Vitor &Leo, não é uma frase sugestiva? Como é, afinal, quem não gosta de uma pele fresquinha e cheirosa? Comecemos então essa estação do ano pensando e fazendo coisas gostosas, alimentemo-nos dos cheiros das flores soltas no ar, abrilhantemos os olhos com as diversas cores […]

Continue a ler

[4ª Poética] O beijo do entardecer – Robson Lima

O BEIJO DO ENTARDECER Que meus olhos não vejam a coruja no poste Que eu não escute o repicar dos sinos Que eu nao veja o beijo de despedida do entardecer Que eu nao sinta a solidão do mar cantar Para que eu não saiba que já é noite Me proteja quando a noite vier, […]

Continue a ler

[Súmula de Domingo] Um abraço ao amigo! – Ana Cristina da Costa.

Esta semana abracei muita gente. Gente com dor, gente que estava muito feliz, eu estava feliz e quis abraçar, abracei gente que estava com depressão e num simples gesto meu se acendeu. Abracei gente com abraço quente e não tive vontade de ir embora, ganhei abraços almofadados que me deu muita vontade de descansar neles. […]

Continue a ler

[4ª Poética] Minha casa minha vida – Guilherme Paes

MINHA CASA MINHA VIDA Como é linda minha casinhaDentro do meu peitoSó ela sozinhaNo alto do morroNa alma do vento Como é linda essa casinhaA carne e o osso das paredesA minha grama mais verdeDo que a grama da casa vizinha(Até porque só há uma casaSob o firmamento do meu corpo) Minha casinha, tão lindaToda […]

Continue a ler

[Súmula de Domingo] As Estações, a vida! – Ana Cristina da Costa

São quatro as divisões nas quais nos baseamos ao longo da vida para que possamos nos organizar, para que possamos definir os acontecimentos, para que tenhamos uma âncora a nos fundar. Assim não há naufrágios. A necessidade da constância nos permite pensar que tudo está exatamente no mesmo lugar. O ciclo de vida da gente […]

Continue a ler

[4ª Poética] Limitações – Jeovânia P.

LIMITAÇÕES As palavras não dizem tudo Tem coisas que ela calam Ficam mudas Sem saber como se expressar Nem como é o alfabeto Ou as sílabas Para poder juntar e construir as palavras certas Definidas As palavras às vezes entram no mundo do não-ser E quem está com a boca aberta Fechada Maquinando o que […]

Continue a ler

[Projeto Láquesis] Necrotério – Sarah Drummond

 A velha senhora caminhava lentamente pela calçada, o som de seus paços se intercalava entre o toque macio do calçado que ela usava, e o baque duro da bengala de madeira que usava para caminhar. Entrou no prédio frio e escuro e foi auxiliada por um jovem que trabalhava lá a para chegar a recepção. […]

Continue a ler