[4ª Poética] Ponderamento – Areli Potiguara

Ponderamento

Em cada disperso pensamento 
Relevo e considero os movimentos
Nas páginas abertas que folheio
Relaciono e pondero informações 
Filtro na mente as densas sensações 
Quando na alma agitam-se as lembranças 
Que lutam pela paz e bonança 
Às vezes querem fortemente consumir
O que as mãos e pés tentam construir 
Na sólida base do peito, o coração 
Reviso e repasso os papéis 
Para elucidar as confusas neblinas
Relembro o Conselho que nunca é vão 
Que sempre acha o certo destino
Cujas trilhas refazem e iluminam 
Para estarem sempre dentro e perto 
Endireitando o estreito caminho

Areli Potiguara 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *