[4ªPoética] Sem alegria – Miriam Mauro

                                   

  SEM ALEGRIA


dei murro em ponta de faca,
ousei e usei de muita valentia.

hoje me sinto inerte, tão fraca,

acabou-se toda a a bateria.

não sei mais se espero e o quê,
nem se vale a pena a aposta
do que possa vir de mim, de você,
onde só se faz o que gosta.
mundo de mentiras, vaidades,
gente de boca cheia que mente
afirmando só dizer verdades.
escolho seguir só, sai da frente.
se chego, fico ou vou embora,
se mudo, permaneço ou sumo,
é questão minha apenas, agora.
sei somente que eu traço meu rumo.
Miriam Mauro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *