[quarta poética] sonhos – miriam mauro

Sonhos

 

Lembrar sempre que sonhar é preciso,
Que a vida é incerta,
Que o momento é rápido,
Que há o choro mas também o riso.

E há que se ter claro em mente
As escolhas, e atrás delas correr,
Viver cada uma e cada dia
Como quem vive a plantar sementes.

 

(Miriam Mauro)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *