{Resenhando mundos} O Rei demônio – Série os sete reinos – Laura Kaiser

Inicio da descrição: Montagem colorida dos quatro livros da série, dois em sima e dois em baixo. O título está em sima e o nome do escritor Chima, Cinda Williams, em baixo, ambos em letras brancas. Na ordem, da esquerda para a direita , O rei demonio, com a ilustração de um demonio verde em fundo marrom, a rainha exilada, com um anel dourado e fundo Azul escuro, O reono lobo cris , com uma coroa de prata em fundo ?Rocho e a coroa escarlate, com uma coroa dourada e fundo vermelho. Fim da descrição.

Mais um final de semana chegando, mas ainda sim com a pandemia presente, não é? E como todos nós devemos nos cuidar e ficar em casa, nada mais justo do que uma boa leitura para relaxar nossas mentes um pouco e nos transportar para um mundo surpreendente que meche com a gente do início ao fim.

E por falar em mundos surpreendentes e diferentes, hoje o gênero escolhido por mim sem dúvidas é o meu preferido. Foi com ele que iniciei nessa viagem deliciosa e tão rica pela leitura. Já sabe qual é? Se você pensou em fantasia, parabéns, acertou.

Afinal, como não amar as histórias repletas de magia, como o nosso mundo tão hipnotizante de Harry Potter, os dragões e cenários de Eragon e as personagens cativantes de Trono de Vidro? Eu, pelo menos, não consigo não me apaixonar.

A pesar de possuir diversas indicações maravilhosas no gênero que li durante a vida, a série indicada de hoje foi uma das que li na pandemia e que conseguiu, sem dúvidas, me prender a história toda e acalmar esse coraçãozinho tão preocupado e turbulento que possuo.

Espero que vocês também se interessem e se apaixonem por esses personagens lindos que roubaram minha atenção por algumas horas durante os dias.

E lembrem também de clicarem nos títulos dos livros para acessarem a Amazon e verificarem os livros por lá caso tenham interesse em comprá-los. Dessa forma vocês ajudam a gente por aqui também, combinado?

OS 7 REINOS
Cinda_Williams_Chima

Composto por 4 livros, 

O REI DEMÔNIO,

A RAINHA EXIL ADA,

O TRONO LOBOGRIS,

A COROA ESCARLATE

A pesar da série ser composta por esses 4 livros, falaremos mais detalhadamente somente do primeiro livro. Afinal, o objetivo é fazer com que vocês criem interesse pela história. Caso gostem da série e sejam um pouco como eu, pessoas curiosas que gostam de spoiler, é só deixar nos comentários pedidos para saber mais sobre os outros livros que eu trago outras resenhas sobre a série, beleza?

Sinopse:

Raisa Ana Mariana é a princesa do reino de Fels, localizado ao norte. Filha mais velha da rainha Mariana, ela tem a obrigação de se casar futuramente para criar laços que possam ser favoráveis para o reino. Porém, a pesar disso, o homem com quem ela vai se casar ainda é um mistério para todos. Como os reinos ao sul estão em guerra, muitos acham que seria adequado que Raisa se casasse com um príncipe ou nobre de algum reino sulista, afim de evitarem com que a guerra chegue até Fels. Outros, por outro lado, desejam que a adorada princesa se case com alguém do norte para continuar promovendo a pás entre o povo, os magos e os clãs assim como sua mãe fez ao se casar com o líder dos clãs e todas as rainhas fizeram por mil anos após a terrível história do rei demônio e da rainha Analeia.

Uma história que conta o sequestro da rainha Analeia realizado pelo rei demônio. Um poderoso mago que queria dominá-la para que ele comandasse o
reino primeiramente e respectivamente, todo o mundo. Porém, Analeia, com toda sua força e necessidade de proteger o reino o enfrentou, o matando e salvando o mundo.

A partir disso, o poder dos magos foi enfraquecido e os clãs, responsáveis por construir os amuletos necessários para que os magos canalizem sua magia foi restrito, limitando o poder dos magos e mantendo a ordem. Todas as rainhas após Analeia se casaram com homens que traziam algum benefício para o reino e o povo. Mas, Raisa, uma jovem que não aceita ser controlada pelas vontades da mãe e que tem o espírito indomável do pai, tem outros planos para si. Ela não vê necessidade em se casar com ninguém e deseja liderar como Analeia fez, buscando melhorias para o reino por conta própria e trazendo melhores condições para o povo humilde da cidade.

Porém, enquanto Raisa enfrenta seus problemas, Han Alister possui os seus próprios para lidar. Um jovem humilde, que precisa ajudar a mãe e cuidar da irmã, a única coisa que Han precisa se preocupar em conseguir, é na comida para levar para dar de comer a irmã Mari, de 7 anos e a mãe, que trabalha incansavelmente para pagar as contas do lugar onde vivem. Mas, a pesar da tarefa parecer relativamente simples, para alguém como Han é bem mais difícil do que parece.

Ex líder de uma gangue denominada Os Trapilhos, também o nome do bairro onde vive. Han é conhecido pela região como um cara perigoso e agressivo, que rouba o que puder por onde passa. Ele recebeu o apelido de algema, devido a um par de braceletes misteriosos que cresceram com ele e não podem ser retirados de forma alguma, mesmo Han tentando várias vezes para não precisar roubar, já que eles possuem uma aparência relativamente cara.

A pesar de que Han não steja mais envolvido na gangue dos Trapilhos, sua reputação ainda procede, dificultando sua necessidade em obter algum trabalho se quer. Por isso, quando consegue, Han viaja até os Clãs e junto com seu melhor amigo, chamado pelos clãs de Dançarino, passa algum tempo nos bosques buscando por ervas que possam ser comercializadas futuramente. E em uma dessas viagens, sua vida acaba sendo entrelaçada com a de Raisa, ao conhecer Micah, filho do Grão mago, braço direito da rainha.  Mariana. Um pequeno conflito surge entre os dois no bosque e Han consegue roubar um amuleto de Micah. O que ele não sabe, é que aquele não é um simples amuleto e que por conta dele, todos os mistérios e segredos que nem ele mesmo sabe sobre sua vida serão revelados a qualquer momento.

Eu comecei a ler a série no meio da pandemia, lá por maio e julho. Já estava bastante tempo sem ler nada e nenhum dos livros que começava conseguiam me conquistar logo de cara. Afinal, a cabeça estava cheia de coisas e a preocupação com relação a pandemia era bem grande. Mas, assim que comecei O Rei Demônio, minha atenção se prendeu totalmente na história.

A pesar de achar o primeiro livro da série um pouco enrolado em alguns pontos, ainda sim vale muito a pena. Adorei a Raisa justamente pelo fato dela acabar saindo um pouco dos clichês das princesas que conheço. Ela não tem nada de ingênua, mimada e acaba sendo um tanto ousada, diferente da maioria das princesas conformadas das histórias, que acabam sendo jogadas no meio da confusão. Raisa vai atrás da emoção e se torna uma personagem ativa durante todo o enredo. Em alguns momentos me irritava com ela por conta de sua teimosia, mas valia a pena ao saber que ela tinha personalidade e inteligência para lidar com as situações impostas na narrativa.

Han Alister também não fica pra trás. É um cara com uma inteligência e coragem que mechem comigo, honestamente. Devo dizer que em alguns momentos queria estar no lugar da Raisa, hahaha. Confeço que as vezes me doía o coração durante os livros, já que muitas coisas ruins acontecem com Han. Você entende o lado dele e consegue compreender um pouco da sua revolta e amargura com o mundo, o que faz com que você torça por ele do início ao fim.

É nítido dês do início que Han Raisa vão se encontrar em algum momento do livro, e você fica na expectativa de saber quando e como isso vai acontecer e quando acontece, é bem emocionante. Lembro de pensar assim que vi Han e Raisa na situação que foram apresentados, ” caramba, agora sim a coisa começou a ficar boa de verdade”. Leva um tempinho pra que isso de fato aconteça, mas vale a pena a espera. Pra mim, Raisa Han são, sem dúvidas, o melhor casal das séries que já li.

Achei somente o fim dos livros de maneira geral um tanto bruscos, tendo um fechamento mais conclusivo realmente só no fim do último livro, o que não gostei muito porque sempre dá aquela sensação que algo ainda não está certo. Mas a narrativa é leve para os parâmetros medievais, que torna a leitura fluída e gostosa, um ponto que tornou fácil pra mim ler todos os livros rapidamente. Além disso, acredito que a magia dos magos poderia ter sido um pouco mais explorada, o que talvez não chame tanto a atenção daqueles leitores fiéis de fantasia medieval. Mas, se você se foca e tem requisitos parecidos com os meus, que se importa realmente com o desenvolvimento da narrativa e das personagens, não vai se importar tanto com esse ponto em si.

Pra mim, 7 reinos valeu super apena e indico totalmente. Li os 4 livros de uma hora pra outra, não sossegando até saber o final tanto de Han quanto de Raisa, assim como de outras personagens maravilhosas da história. Então, se você precisa relaxar a mente e tirar um tempinho pra você e conhecer coisas novas. Clica agora mesmo nos links da Amazon e bora ler. Afinal, existe algo melhor nessa vida do que um bom livro?

REDES SOCIAIS: (Para participar do sorteio você precisa seguir os links marcados com *)

 

FAROESTE: 

*Facebook

*Instagram 

Canal do YouTube

LAURA KAISER

Instagram 

*Canal do YouTube  

 

Marcado com , , , , , ,

1 comentário em “{Resenhando mundos} O Rei demônio – Série os sete reinos – Laura Kaiser

  1. Oooieee, gostei muito do seu post! Deu vontade de ler os livros. Curto bastante esse tipo de personagem como essa princesa, cheios de personalidade e que praticamente tem vida própria, conseguindo ir além das páginas e nos invadir o coração. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *