Mês: fevereiro 2021

Início da descrição: Imagem em preto e branco, uma mulher está deitada de olhos fechados e com as mãos juntas ao peito, ela tem pele clara, cabelos pretos e compridos. Ao seu lado, um espelho rachado com seu reflexo que está de olhos abertos e fixados para quem a olha. Fim da descrição.

{ANDEI PENSANDO} – O Espelho Maldito – BIA FERNANDEZ

Oi, pessoal! Quanto tempo, espero que tenham sentido minha falta como eu senti de vocês! Bom, para voltar com a coluna de um jeitinho diferente, trouxe hoje para o blog uma história fácil de devorar, que eu escrevi há uns anos atrás. Gosta daquele toque de medinho e fantasia sobrenatural que os contos de terror […]

Continue a ler
Início da descrição: Capa colorida, ao fundo, uma estante de livros desfocada. No topo, em letras brancas "Acauã Pozino". No centro, em um livro inclinado de capa azul, lê-se versartil na cor branca com uma sílaba abaixo da outra. Atrás das letras uma flecha preta liga as sílabas "ver e til". Em baixo no rodapé da imagem, uma marca d'água, com um cactos, símbolo do blog.

{Versartil} – Domingo – Acauã Pozino

Na janela da vida, Vendo o tempo passar Na rua da história, Bebendo meu sonhos E fumando memórias. (Acauã Pozino) Siga nossas redes sociais:  Facebook Instagram  Canal do YouTube

Continue a ler
Início da descrição: No centro, um livro  aberto com uma página em branco e na outra escrito: "Sou do bloco da poesia". Com fundo branco, confetes coloridos enfeitam a imagem. Fim da descrição.

[FaroFolia] Sou do bloco da poesia – Mariane Helena

Ô abre alas para o meu bloco passar! Hoje vou foliar! Festejar! Carnavajear, Pra todo lado! Vem comigo ! Vem! Que esse bloco é sem aglomeração. Vem com seu verso, Que eu entro com minha rima. Pra formar nosso samba bom! Sambou?! Eu sambei, e sigo sambando… Verserjando de cor e brilho Becos e vielas; […]

Continue a ler
Início da descrição: Na capa com fundo Marrom, uma sequência de três quadros pendurados com um grampo em um varal. No primeiro, o desenho de um casal, ela com uma coroa e ele com um chapéu de cangaceiro em formato de meia lua, um de frente para o outro e com as mãos juntas ao ar. No segundo quadro: um cacto e pássaros voando sobre a escrita: "Nas trilhas do cordel" "Alaíde Souza Costa". No terceiro quadro: dois homens de chapéu, sentados um ao lado do outro seguram uma viola. Logo abaixo das imagens, pequenas figuras de personagens dançantes, variando entre homens e mulheres, todos festejastes.

{Nas trilhas do cordel} – Apresentação – Alaíde Souza Costa

  Amados Forasters Apresento-me, postando um poema: O meu nome é Alaíde   Sobrenome? Souza Costa   Vim aqui para escrever   Só vai ler quem de mim, gosta   Sou goiana – sergipana   Quem é que em mim, aposta?  (Costa, Alaíde Souza. NAS TRILHAS DO CORDEL, Datagraf, 2015.) Por ser apaixonada pela Literatura de cordel desde a infância, […]

Continue a ler

{Ei, olha aqui} – Dia da visibilidade Trans – A luta, a resistência e a voz – Repost

Janeiro foi o mês da visibilidade Trans, um mês que marca a luta, a resistência e sobretudo,a voz e os direitos de trangêneros, transexuais e travestis. Por isso, nós do Faroeste, nos pintamos de Azul, Rosa e branco para celebrarmos essa data que precisa ser vivida diariamente. Ser diferente daquilo que as pessoas consideram normal, […]

Continue a ler
Início da descrição: Capa colorida, ao fundo, uma estante de livros desfocada. No topo, em letras brancas "Acauã Pozino". No centro, em um livro inclinado de capa azul, lê-se versartil na cor branca com uma sílaba abaixo da outra. Atrás das letras uma flecha preta liga as sílabas "ver e til". Em baixo no rodapé da imagem, uma marca d'água, com um cactos, símbolo do blog.

{Versartil} – Apresentação – Acauã Pozino

Saudações a todos que dançam com lobos nesse faroeste das palavras! Me chamo Acauã Pozino. Tenho 19 anos, curso Letras Português-Espanhol na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), sou músico e poeta, dentre tantas áreas da vida que exploro. Me propus a trazer para os sábados dos leitores desse blog um pouco de […]

Continue a ler