Categoria: COLUNA DE FÉRIAS

[COLUNA DE FÉRIAS] Sonetinho

Se um dia pudesse saber O que bem hoje descobri Que quando a mulher vira mãe Sua vida tomam de si Fazer o que se fazia Agora é motivo de glória Cumprir o mais simples feito O dia se vai e já virou história Mesmo assim, o que dizer? Do serzinho que chegou? Totalmente dependente […]

Continue a ler

[COLUNA DE FÉRIAS] Sonetinho

Se um dia pudesse saber O que bem hoje descobri Que quando a mulher vira mãe Sua vida tomam de si Fazer o que se fazia Agora é motivo de glória Cumprir o mais simples feito O dia se vai e já virou história Mesmo assim, o que dizer? Do serzinho que chegou? Totalmente dependente […]

Continue a ler

[COLUNA DE FÉRIAS] Ser poeta

Queria ser poeta para gritar ao mundo palavras soltas.Verdades desenfreadas.Falar das faltas que vivemos hoje.Falta respeito.Falta amor.São tantas faltas que me perco na ausência.Já não sei mais quem sou e para onde vou.Queria ser poeta para dissertar sobre a dor e decretar o amor por regra e excelência.Sem viver de aparências.Apenas viver.Me “perder” na maré […]

Continue a ler

[COLUNA DE FÉRIAS] Ser poeta

Queria ser poeta para gritar ao mundo palavras soltas.Verdades desenfreadas.Falar das faltas que vivemos hoje.Falta respeito.Falta amor.São tantas faltas que me perco na ausência.Já não sei mais quem sou e para onde vou.Queria ser poeta para dissertar sobre a dor e decretar o amor por regra e excelência.Sem viver de aparências.Apenas viver.Me “perder” na maré […]

Continue a ler

[COLUNA DE FÉRIAS] Onde é alegria, onde é tristeza em ser mãe?

Quando o filho chora a gente chora! Quando o filho ri, A gente ri tanto Que até chora! Quando o filho cai, A gente sofre tanto,  que até chora. Quando o filho se forma, o peito explode e aí, a gente chora, Se briga, chora, Chora… Se faz as pazes, A gente chora, Se demora,  […]

Continue a ler

[COLUNA DE FÉRIAS] Onde é alegria, onde é tristeza em ser mãe?

Quando o filho chora a gente chora! Quando o filho ri, A gente ri tanto Que até chora! Quando o filho cai, A gente sofre tanto,  que até chora. Quando o filho se forma, o peito explode e aí, a gente chora, Se briga, chora, Chora… Se faz as pazes, A gente chora, Se demora,  […]

Continue a ler

[COLUNA DE FÉRIAS] Abismo de seus olhos

Seus olhosSão Penetrantes“Conquistantes”Um olhar muito insinuanteNele me percoMe aprofundoNos desejos mais obscurosSeu olhar me dominaMe tira da linhaMe desequilibraRealmente me conquistaA cada diaA cada instanteTem um poderHipnotizanteNão consigo parar de te olharDe te encararQuero, sem dúvida nenhumaTe conquistarSeu olhar se perdeJunto aos cabelosJunto a maquiagemLogo me vejo, numa linda viagemSeu olhar me puxaQuero te abraçarQuero […]

Continue a ler

[COLUNA DE FÉRIAS] Abismo de seus olhos

Seus olhosSão Penetrantes“Conquistantes”Um olhar muito insinuanteNele me percoMe aprofundoNos desejos mais obscurosSeu olhar me dominaMe tira da linhaMe desequilibraRealmente me conquistaA cada diaA cada instanteTem um poderHipnotizanteNão consigo parar de te olharDe te encararQuero, sem dúvida nenhumaTe conquistarSeu olhar se perdeJunto aos cabelosJunto a maquiagemLogo me vejo, numa linda viagemSeu olhar me puxaQuero te abraçarQuero […]

Continue a ler

[COLUNA DE FÉRIAS] Voadeira

Não queria nascer, me arrancaram pra fora, pro mundo. Gostei! Mas, às vezes, me dá um medo… Paro e prefiro esperar um pouco Às vezes as coisas me assustam Sinto-me tão fraca e frágil, como uma pequena borboleta Borboleta daquelas que qualquer um pode esmagar com os dedos Alguém uma vez me disse: ‘Mas borboletas […]

Continue a ler

[COLUNA DE FÉRIAS] Voadeira

Não queria nascer, me arrancaram pra fora, pro mundo. Gostei! Mas, às vezes, me dá um medo… Paro e prefiro esperar um pouco Às vezes as coisas me assustam Sinto-me tão fraca e frágil, como uma pequena borboleta Borboleta daquelas que qualquer um pode esmagar com os dedos Alguém uma vez me disse: ‘Mas borboletas […]

Continue a ler