Categoria: Fundação Casa

[4° Poética] Fico confuso – Fundação Casa

Fico confuso Porém a razão Da escravidão O meu coração Não consegue entender Que barbaridade Negar liberdade A quem na verdade Só queria viver bem

Continue a ler

[4ª Poética] Homem de cor – Fundação casa

Homem de cor! Quando eu nasci, eu era negro Quando eu cresci, eu sou  negro Quando eu tenho, medo sou  negro Quando eu estou doente, eu sou negro Enquanto que você homem branco, Quando  você nasceu  cor de rosa Cresceu  branco Quando ficas no sol  fica vermelho  vermelho Me diga quem é o  homem de […]

Continue a ler

[2ª Estante] (4ª Poética – 15/03/17) Sementes de Carinho (Fundação Casa)

Semeei um campo Com sementes do meu carinhoPara que possas por ele passarE sentires a grandeza do meu amar.Pedi a Deus contraste de céu azulCom nuvens cheias de lágrimasPara meu campo regar,Que ficou tão floridoCom um belo coloridoParecendo um mar! PSEUDONIMO – BIEL POETA SÓCIO-EDUCANDO: Agora, na quarta poética também teremos uma vertente social. Serão aqui apresentadas […]

Continue a ler

[4ª Poética] Caminhe para a frente – Fundação Casa

Mundo das drogas para muitos é bom Para conseguir esquecer a realidade cruel Mas a realidade fica mais cruel ainda Não use drogas Use a mente Caminhe para a frente. PSEUDÔNIMO: Menor da V.A. – Fundação  Casa Maestro Carlos Gomes -Campinas  POETA SÓCIO-EDUCANDO: Agora, na quarta poética também teremos uma vertente social. Serão aqui apresentadas poesias de […]

Continue a ler

[4ª poética] Quase que acreditei – Fundação Casa

 Eu Tive Um Sonho  Sonhei Que O Mundo   Nao Tinha Morte   Fome Nem Dinheiro   Não Tinha Gente   Com Inveja Do Patrimonio  Alheio   Tudo Era Feliz, Violencia?   Era Algo Deselegante Nessa Metropole   Falar Palavrão Era Algo Medonho   E Mas Essa N]Ão É A Nossa Realidade….    PSEUDÔNIMO: L.D […]

Continue a ler

[4ª Poética] Mulher vaidosa – Fundação Casa

Mulher vaidosa  dos pés a cabeça Linda como a lua  Rainha ,princesa  Menina mulher  que me causa adrenalina Nas noites ela me anima Levantando minha auto estima  Mulher que alcança meu coração com uma lança Aumentando minhas esperanças  Me fazendo  voltar a ser criança PSEUDÔNIMO: E.L POETA SÓCIO-EDUCANDO: Agora, na quarta poética também teremos uma vertente social. […]

Continue a ler

[4ª Poética] Redenção – Fundação Casa

Pensei em desistir  Pensei em parar Mas Deus me deu a mão  E me ajudou a caminhar  Acreditei em mim  e em minhas capacidades  cansei de viver de ilusão  e resolvi viver da verdade  As drogas só me trouxeram  tristezas , amargura e rancor  a verdade me mostrou  que meu amor próprio é superior  PSEUDÔNIMO: […]

Continue a ler

[4ª Poética] Menino que sonhava – Fundação Casa

Era um menino que sonhava  E por essa eu não esperava Saber que poucos conseguem ser Patrão  Neste universo policia tira vidas Deputados roubam  Um juiz vem e solta  Do crime eu temia  Vi covardes que se escondiam Eu menino sem rumo  Neste mundo cinza sou cor  Sou moleque considerado A droga  tornou-se minha amiga […]

Continue a ler

[4ªPoética] Sementes de Carinho – Fundação Casa

Semeei um campo Com sementes do meu carinhoPara que possas por ele passarE sentires a grandeza do meu amar.Pedi a Deus contraste de céu azulCom nuvens cheias de lágrimasPara meu campo regar,Que ficou tão floridoCom um belo coloridoParecendo um mar! PSEUDONIMO – BIEL POETA SÓCIO-EDUCANDO: Agora, na quarta poética também teremos uma vertente social. Serão aqui […]

Continue a ler

[4ªPoética] Sementes de Carinho – Fundação Casa

Semeei um campo Com sementes do meu carinhoPara que possas por ele passarE sentires a grandeza do meu amar.Pedi a Deus contraste de céu azulCom nuvens cheias de lágrimasPara meu campo regar,Que ficou tão floridoCom um belo coloridoParecendo um mar! PSEUDONIMO – BIEL POETA SÓCIO-EDUCANDO: Agora, na quarta poética também teremos uma vertente social. Serão aqui […]

Continue a ler