Categoria: Nas trilhas do cordel

Início da descrição: Na capa com fundo Marrom, uma sequência de três quadros pendurados com um grampo em um varal. No primeiro, o desenho de um casal, ela com uma coroa e ele com um chapéu de cangaceiro em formato de meia lua, um de frente para o outro e com as mãos juntas ao ar. No segundo quadro: um cacto e pássaros voando sobre a escrita: "Nas trilhas do cordel" "Alaíde Souza Costa". No terceiro quadro: dois homens de chapéu, sentados um ao lado do outro seguram uma viola. Logo abaixo das imagens, pequenas figuras de personagens dançantes, variando entre homens e mulheres, todos festejastes.

[Nas trilhas do cordel] Estruturas poéticas: Agrupamento de estrofes – Alaíde Souza Costa

ESTRUTURA POÉTICA DO CORDEL: AGRUPAMENTO DE ESTROFES Olá, Forasters! E eu disse: Uma família mostrou Como criar um cordel Me senti maravilhada Num mundo de Menestrel Oração, Métrica e Rima Coloquei no meu papel.                      (Alaíde Souza Costa)       Estou de volta e vou […]

Continue a ler
Início da descrição: Na capa com fundo Marrom, uma sequência de três quadros pendurados com um grampo em um varal. No primeiro, o desenho de um casal, ela com uma coroa e ele com um chapéu de cangaceiro em formato de meia lua, um de frente para o outro e com as mãos juntas ao ar. No segundo quadro: um cacto e pássaros voando sobre a escrita: "Nas trilhas do cordel" "Alaíde Souza Costa". No terceiro quadro: dois homens de chapéu, sentados um ao lado do outro seguram uma viola. Logo abaixo das imagens, pequenas figuras de personagens dançantes, variando entre homens e mulheres, todos festejastes.

{Nas Trilhas do Cordel} – UM TEXTO EM FORMATO DE CORDEL – Alaíde Souza Costa

  Olá, Forasters!   Sou muito fã, desde infante De rica Literatura Que bem emana Cultura Me faz ficar triunfante Escrevendo, vou avante Pois, meu texto nos convida A ler lembrança vivida E recordar fato afável O CORDEL FOI RESPONSÁVEL  POR TRANSFORMAR MINHA VIDA. Glosa: Alaíde Souza Costa Mote: Edilene Soares       Estão […]

Continue a ler
Início da descrição: Na capa com fundo Marrom, uma sequência de três quadros pendurados com um grampo em um varal. No primeiro, o desenho de um casal, ela com uma coroa e ele com um chapéu de cangaceiro em formato de meia lua, um de frente para o outro e com as mãos juntas ao ar. No segundo quadro: um cacto e pássaros voando sobre a escrita: "Nas trilhas do cordel" "Alaíde Souza Costa". No terceiro quadro: dois homens de chapéu, sentados um ao lado do outro seguram uma viola. Logo abaixo das imagens, pequenas figuras de personagens dançantes, variando entre homens e mulheres, todos festejastes.

{Nas trilhas do cordel} Origem da literatura de Cordel – Alaíde Souza Costa

Olá, Forasters!                Neste primeiro texto, pretendo contar para vocês, sobre as origens  da Literatura de Cordel. E, para começar bem, vamos ler algumas estrofes dos Cordéis do maior precursor dessa rica Literatura: Minha alma triste suspira em deslumbrante desejo, ausente da minha terra, há tempos que não a […]

Continue a ler
Início da descrição: Na capa com fundo Marrom, uma sequência de três quadros pendurados com um grampo em um varal. No primeiro, o desenho de um casal, ela com uma coroa e ele com um chapéu de cangaceiro em formato de meia lua, um de frente para o outro e com as mãos juntas ao ar. No segundo quadro: um cacto e pássaros voando sobre a escrita: "Nas trilhas do cordel" "Alaíde Souza Costa". No terceiro quadro: dois homens de chapéu, sentados um ao lado do outro seguram uma viola. Logo abaixo das imagens, pequenas figuras de personagens dançantes, variando entre homens e mulheres, todos festejastes.

{Nas trilhas do cordel} – Apresentação – Alaíde Souza Costa

  Amados Forasters Apresento-me, postando um poema: O meu nome é Alaíde   Sobrenome? Souza Costa   Vim aqui para escrever   Só vai ler quem de mim, gosta   Sou goiana – sergipana   Quem é que em mim, aposta?  (Costa, Alaíde Souza. NAS TRILHAS DO CORDEL, Datagraf, 2015.) Por ser apaixonada pela Literatura de cordel desde a infância, […]

Continue a ler