Categoria: Poema

início da descrição: Sob a luz do sol, em um campo de girassóis, uma mulher loira de pele clara está de costas com um girassol na mão, próximo ao rosto. Seus cabelos estão soltos com duas pequenas tranças que coroam sua cabeça.. Fim da descrição.

{4ª Poética} – Girassol – Ana Luisa sene

Luz do sol Brisa do mar; A noite iluminada pela luz do Luar. Desejo infinito Amor escondido; Onde está as estrelas do mar? São elas que brilha nas noites sombrias? Vejo no horizonte escrito seu nome em nuvens formadas; Em uma linda camada. Amor está nas coisas e lembranças mais banais; Onde vejo seu sorriso […]

Continue a ler

[4ª Poética] Acorda pra vida menina – Sy Moises

ACORDA PRA VIDA MENINA! Amor que deixa triste,  não é amor é sofrimento,  amor tem que encher os olhos, transbordar o coração  de emoção, não de solidão. Quem não te faz sorrir não te merece, não te quer bem. Saudade não é prazer,  a espera é um tédio que  não passa se não solucionado.  A […]

Continue a ler

[Orações A Saturno] esú III – Edhson J. Brandão

esú III [edhson j. brandão] querias a mim ‘que sou ligeiro querias a mim e o que lhes trago não há ganho sem trago. célere que sou ao que lhe venho já me vou *  * Orações A Saturno é o templo da linguagem pragmática sem a moral do mundo que o perturba. É um alento. […]

Continue a ler

[Orações A Saturno] esú III – Edhson J. Brandão

esú III [edhson j. brandão] querias a mim ‘que sou ligeiro querias a mim e o que lhes trago não há ganho sem trago. célere que sou ao que lhe venho já me vou *  * Orações A Saturno é o templo da linguagem pragmática sem a moral do mundo que o perturba. É um alento. […]

Continue a ler

[4ªpoetica] Noites em Claro – Allan Pavuna

Acendo um cigarro, puxo o fumo como um modo de fugaSinto a fumaça preencher meus pulmões.Sentado ali no meio do nada, tendo apenas minha mente como amigaE nela mesmo uma inimiga; penso nas estrelas.Seres do espaço, iluminando noite a dentro com seus brilhos humildesNunca roubando a da lua, nunca sobre julgando a outra,Dando espaço para […]

Continue a ler

[4ªpoetica] Noites em Claro – Allan Pavuna

Acendo um cigarro, puxo o fumo como um modo de fugaSinto a fumaça preencher meus pulmões.Sentado ali no meio do nada, tendo apenas minha mente como amigaE nela mesmo uma inimiga; penso nas estrelas.Seres do espaço, iluminando noite a dentro com seus brilhos humildesNunca roubando a da lua, nunca sobre julgando a outra,Dando espaço para […]

Continue a ler

[4ªpoética] Era Uma Vez… – Nillo Costa

…Um sonho que aconteceu, Eu nem sabia que você existia, E seguia minha vida, Escrevendo minhas poesias, Mais um dia um anjo Me levou até você, Eu mal sabia o que seria de mim, E você chamou minha atenção, Com seu sotaque me envolveu, E eu fui inocentemente aceitando Aquela musica em meu ouvido, Nascia […]

Continue a ler

[4ªpoética] Era Uma Vez… – Nillo Costa

…Um sonho que aconteceu, Eu nem sabia que você existia, E seguia minha vida, Escrevendo minhas poesias, Mais um dia um anjo Me levou até você, Eu mal sabia o que seria de mim, E você chamou minha atenção, Com seu sotaque me envolveu, E eu fui inocentemente aceitando Aquela musica em meu ouvido, Nascia […]

Continue a ler

[4ªpoética] MINHA JOIA RARA – Lourinaldo Telles Bezerra

Quando te vejo, a minha felicidade se completa!A tua imagem é como uma noite calma de verão à beira mar, ouvindo uma suave melodia ao longe…Me trazes tranquilidade e acalmas meu espírito cansado…A tua voz vem aos meus ouvidos como o som mavioso de um violino executando Massenet…Os teus suspiros de amor me enchem de […]

Continue a ler

[4ªpoética] MINHA JOIA RARA – Lourinaldo Telles Bezerra

Quando te vejo, a minha felicidade se completa!A tua imagem é como uma noite calma de verão à beira mar, ouvindo uma suave melodia ao longe…Me trazes tranquilidade e acalmas meu espírito cansado…A tua voz vem aos meus ouvidos como o som mavioso de um violino executando Massenet…Os teus suspiros de amor me enchem de […]

Continue a ler