[A vida por Ana Rapha] Do luto à luta

Mais uma sexta-feira, mais um dia da coluna “A vida por Ana Rapha”!!
Hoje uma reflexão sobre as perdas e sobre a necessidade de superá-las!! Espero que gostem!! Deixem seus comentários 😉

Do luto à luta
            Às vezes, um mar de lama inunda nossas vidas. Medos, decepções, perdas. A vida é feita de altos e baixos, e nunca sabemos quando será o momento de descer em queda livre.
            Desde pequenos vamos acumulando pequenas frustrações e perdas que, ao longo da vida adulta, vão se transformando em uma bola de neve, daquelas que parecem crescer sem parar.
            Mas esse emaranhado de dissabores pode ter o seu lado positivo. Está louca? Diriam-me muitos dos leitores. Não! Às vezes, só quando estamos no escuro, conseguimos enxergar. A escuridão nos propicia um novo jeito de ver e sentir o mundo.
            Conseguir sobreviver as avalanches que aparecem em nosso dia a dia é superar-se, é encontrar forças onde não existiam. E essa superação é algo sublime. Uma sensação única. Muitas vezes, é preciso morrer para poder renascer, e só assim a vida terá sentido.
            Há pessoas, porém, que não conseguem extrair leite de pedra. Na realidade, nem tentam. Preferem os queixumes eternos a mudar uma situação, preferem ser sempre vítimas do que se tornarem protagonistas de sua própria história.

            Que todo luto em nossas vidas se transforme em luta. Que as lágrimas sejam presságios de sorrisos. Que os medos sejam um preparo para as vitórias. Que as perdas sejam alicerce para a sabedoria. Só assim seremos melhores e poderemos lutar por dias melhores, os quais sempre chegam. Um dia chegam…

Gostaram do texto?
Conheçam a minha obra “A Lua que eu te dei” e curtam o meu perfil no Face: www.facebook.com/escritoraanarapha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *