[COLUNA DE FÉRIAS] Dilacera-me

Faça do meu sangue
O suco do teu pecado
Minha carne em suas unhas
As vísceras de um amor consumado
Você é o risco
Da minha escuridão
Mas ainda te imploro
Mastigue meu coração
Se necessário
Arranque pedaços
Dilacera-me
Acabe com meus traços
Se faça feroz
Me consuma
Me leve ao fim
Me destrua
Mas não me deixe ser

Uma pessoa tão crua

DAVYD VINICIUS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *