Mês: março 2019

[Súmula de Domingo] A Vida Pode ser Bela – Ana Cristina da Costa

A pergunta não é sobre o que levo e sim sobre o que deixarei. Tenho falado em demasia sobre o quão efêmera é a vida, o quão são breves os momentos que nos cercam, podendo até configurar um assunto redundante e estafante, mas é que devemos discursar sobre o que nos cerca, do contrário não […]

Continue a ler

[Entre nó(s)] Lide com isso – Davyd Vinicius

Acho incrível a capacidade das pessoas fazerem merda e acharem que tudo vai ficar bem com um simples pedido de desculpas. Até existe um certo ponto de aceitação para desculpar, você desculpa uma ou duas vezes, mas mesmo assim o erro persiste e a pessoa vem como se nada tivesse acontecido e tenta apagar tudo […]

Continue a ler

[4°Poética] Abuso – Kleber Sant’ana

ABUSO ___ Meu sexto sentido alertava-me do perigo eminente, estranhos olhos cobiçantes me seguiam incessantemente. ___ Ao descer do coletivo caminhei para casa, passos apressados perseguiam-me pela rua deserta, nenhuma alma viva, a inevitável abordagem seria certa. ___ Puxaram-me pelo braço, encostaram-me na barriga uma faca gelada, fui jogada de bruços   naquele terreno baldio, por […]

Continue a ler

[O que aprendi com as borboletas] Lhe roubaram a esperança? – Mariane Helena

LHE ROUBARAM A ESPERANÇA? “Por que tenho um varal de esperanças Na porta da frente do coração E vento nenhum carrega.” (Mariane Braga) Se você já não enxerga perspectiva, despreza políticos e a politica, não suporta mais a violência e os problemas do cotidiano; se sempre espera o pior é um sinal de que lhe […]

Continue a ler

[Súmula de Domingo] O Que é? – Ana Cristina da Costa

O que é uma súmula? Claro que imediatamente, se você não souber o significado, buscará fontes confiáveis a fim de alimentar sua curiosidade, dando peso e valia aos seus conhecimentos, ou não, talvez você fique aí como está agora, parado, só esperando que eu o diga. Talvez eu fale alguma besteira, diga algo inconsistente, diferentemente […]

Continue a ler

[4ª Poética] O que Desejo – Mariane Helena e Mai Clin

 O QUE DESEJO Desejo um lugar, um lugar onde me pertença“Um lugar onde eu possa te mostrar o amor verdadeiro e a felicidade …”Estas palavras deixaram meus lábios E quebraram as correntes que nos mantinham ligados.E agora encontro-me preso em um mar de misérias e Ás vezes acho que ainda posso afundar …Como posso me combater??Combater esta […]

Continue a ler

[ O que aprendi com as borboletas] As marcas da dor – Mariane Helena

AS MARCAS DA DOR “Não é o evitar o sofrimento, a fuga diante da dor, que cura o homem, mas a capacidade de aceitar a tribulação e nela amadurecer […].” Papa Bento XIV A dor se apresenta de múltiplas formas e em vários aspectos da nossa vida. Durante o caminho da existência, sentir dor é […]

Continue a ler

[Súmula de Domingo] Que tal uma pausa? – Ana Cristina da Costa

Que tal uma pausa? Já parou para pensar na sua felicidade? Em como poderia mudar para que este estado permanecesse em você? Muitos se acham incapazes deste ato tão nobre. A felicidade não é irradiada como deveria infelizmente o sentimento contrário prevalece. Temos de sobra ondas de negatividades acessadas em tempo real pelas telas de […]

Continue a ler

[4ª Poética] Ponderamento – Areli Potiguara

Ponderamento Em cada disperso pensamento  Relevo e considero os movimentos Nas páginas abertas que folheio Relaciono e pondero informações  Filtro na mente as densas sensações  Quando na alma agitam-se as lembranças  Que lutam pela paz e bonança  Às vezes querem fortemente consumir O que as mãos e pés tentam construir  Na sólida base do peito, […]

Continue a ler

[O que aprendi com as borboletas] Atravessar – Mariane Helena

ATRAVESSAR “Tua força interior e tuas convicções não tem idade. Teu espírito é o espana dor de qualquer teia de aranha. Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida. Atrás de cada triunfo, há um desafio, enquanto estiveres vivo […].” (Camila Claudei) Todos os dias redesenho partes de mim para suportar; para sair […]

Continue a ler