[4ª Poética] Jogo – Miriam Mauro

JOGO

acaba com minh’alma e meu corpo,
faz o que bem entende de mim.
me faço de rogada, faço pouco,
e sabe que entrego mesmo assim.
brincar de gato e rato é divertido
mas já sabemos qual é o final:
você faz que não vem e aparece,
então criamos feriado nacional.
Miriam Mauro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *