[Nas trilhas do cordel] Estruturas poéticas: Agrupamento de estrofes – Alaíde Souza Costa

Início da descrição: Na capa com fundo Marrom, uma sequência de três quadros pendurados com um grampo em um varal. No primeiro, o desenho de um casal, ela com uma coroa e ele com um chapéu de cangaceiro em formato de meia lua, um de frente para o outro e com as mãos juntas ao ar. No segundo quadro: um cacto e pássaros voando sobre a escrita: "Nas trilhas do cordel" "Alaíde Souza Costa". No terceiro quadro: dois homens de chapéu, sentados um ao lado do outro seguram uma viola. Logo abaixo das imagens, pequenas figuras de personagens dançantes, variando entre homens e mulheres, todos festejastes.ESTRUTURA POÉTICA DO CORDEL: AGRUPAMENTO DE ESTROFES

Olá, Forasters!

E eu disse:

Uma família mostrou

Como criar um cordel

Me senti maravilhada

Num mundo de Menestrel

Oração, Métrica e Rima

Coloquei no meu papel.

                     (Alaíde Souza Costa)

      Estou de volta e vou cumprir a promessa que fiz, no mês anterior: explicar, com detalhes e exemplos, sobre Rima e Métrica. Vamos lá?

Como eu já expliquei anteriormente, a Literatura de Cordel, assim como outros tipos de literatura, possui características próprias em sua estrutura. São elas: esquema de rimas, agrupamento de estrofes e contagem silábica poética dos versos. Começarei explicando os tipos de agrupamento de estrofes:  quadra, sextilha ou redondilha menor, setilha ou septilha e décima ou redondinha maior.  Abaixo, posto a explicação de cada tipo de agrupamento e cito exemplos de cordéis,  os quais, são todos de minha autoria.

          Quadra: trata-se de um agrupamento de quatro versos.

Aracaju pequenina

A cidade que reluz

Quem chega fica encantado

Com tanta beleza e luz.

 

     Sextilha ou Redondilha Menor:  compreende a um agrupamento de seis versos.

Um beijo na mão fará

De ti eu me aproximar

Querer ser a tua amada

Por você me apaixonar

Querer de ti, estar perto

Para, então, te namorar.

     Setilha ou Septilha, trata-se de um agrupamento  de sete versos.

Um beijo de uma mãe

É atitude de amor

Ele pode ser também

Um meio detector

De uma questão mais séria

Eis importante matéria

Informação de valor.

 

      Décima ou redondinha maior: possui um agrupamento de dez versos.

 

Naquele dia, chorando

Eu fui me despedi dela

Que nem moça na janela

Fiquei ali, observando

Com o coração varando

Numa dor que só quem sente

É quem tem a mãe ausente

Te digo com humildade

Hoje o barco da saudade

Ancorou na minha mente!

(Glosa: Alaíde Souza Costa

Mote: Izabel Nascimento)

       Que tal? Bem fácil? Podem ter certeza que essa é a parte mais fácil, durante a construção de um cordel. No próximo texto, explicarei sobre Esquemas de Rimas. Até lá!

Alaíde Souza Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *