Categoria: Davyd Vinicius

Descrição da imagem: Montagem com fundo colorido. No centro da imagem , em preto, o Cactus do faroeste com um hedfone, contornado por um brilho branco. Fim da descrição.

{Podcast Faroeste} episódio 01 – entrevista com o escritor Davyd Vinicius

Heeey forasters, o nosso podcast está de cara nova! Prontos para desfrutar desse ambiente sonoro que preparamos para cada um de vocês? No episódio de hoje, vamos conhecer um pouco mais da trajetória do escritor Davyd Vinicius. Ele que é o criador e diretor do nosso blog. Vamos ouvir também uma homenagem feita com todo […]

Continue a ler
início da descrição: Foto de um campo de flores, no centro da imagem, detalhe de mãos em concha segurando algumas flores amarelas, as mesmas do campo. Fim da descrição.

[Estante Faroeste] Flores amarelas – Davyd Vinicius

Esse é o mesmo vento Que toca sua pele e congela o seu coração, E quem diria Que eu não precisaria viajar o mundo para conhecer o frio do inverno, Me bastou olhar os seus olhos Para conhecer a imensidão, Do Canadá ao polo norte; pra você é falta de amor, Mas para mim parece […]

Continue a ler

[Resenha Faroeste] LIVRO: Sobre Fragmentos – Davyd Vinicius

 “Escute apenas uma palavra Do que eu tenho pra falar.” (Davyd Vinicius) Como “Boa poeta” que sou, AMO poesias! E pra mim, sem dúvidas, é um privilégio poder fazer a resenha de hoje! Por dois grandes motivos: Por ser o primeiro livro de um deficiente visual que tive contato na vida, e Por ser a […]

Continue a ler

[Faroeste news] Dia do professor

Quero nesse dia tão especial agradecer a todos os professores que passaram pela minha vida e também aqueles que aínda estão. Agradecer por me tornarem quem sou hoje e quem serei no futuro, tenham certeza de que se também escolhi essa profissão, foi porque tive bons modelos e espero um dia ser tão bom quanto […]

Continue a ler

[Entre nó(s)] Ninguém é melhor e nem pior do que você – Davyd Vinicius

Nos últimos dias eu tenho estado muito atento aos atos e palavras das pessoas, e também, tenho ficado muito triste com algumas delas. As vezes as pessoas dizem ou fazem coisas sem querer (As vezes) e quando é sem querer, a gente até releva. Mas há certas coisas que machucam, há coisas que para quem […]

Continue a ler

[Entre nó(s)] Ninguém nunca disse que seria fácil – Davyd Vinicius

Ninguém nunca disse que seria fácil…  Tudo que eu “conquistei” até hoje, é fruto de muito trabalho e persistência, seja como escritor, blogueiro ou na minha vida pessoal. E quando eu digo que “conquistei”, não quero dizer que já “possuo” aquilo que buscava, mas sim que continuo em um processo de “conquista”.  Pra quem não […]

Continue a ler

[Entre nó(s)] Torne-se uma pessoa chata! – Davyd Vinicius

As vezes eu acho que com o passar dos anos, eu estou me tornando uma pessoa chata. Mas não simplesmente chato com as pessoas ou com as coisas, eu estou chato com o mundo. E sabe por quê? Porque passei a prestar atenção em mim, nas coisas, nas pessoas e no mundo, aprendi o que […]

Continue a ler

[Entre nó(s)] Tudo aquilo que constitui você – Davyd Vinicius

Sorrir, chorar, degustar e odiar os prazeres da vida, sentir que cresceu em um ano o que não havia crescido a vida toda. Acho que me tornei adulto ou estou bem perto disso. Sinto que sou uma confusão ambulante, sinto que seguro nos braços o peso que não imaginei poder aguentar e o pior é […]

Continue a ler

[Entre nós(s)] O quanto de nós é nosso? – Davyd Vinicius

É que na verdade se você não faz o que eles querem, eles esquecem você, porque acham que sabem mais da sua vida que você mesmo. Nós somos manipulados a todo instante por algo ou por alguém. Devemos tomar uma decisão a cada 5 minutos, vivemos em um jogo de corda bamba para agradar alguém. […]

Continue a ler

[Entre nó(s)] Bom menino – Davyd Vinicius

Seria completamente impossível que isso saísse pela minha boca, logo eu que sempre fui um bom menino e até aonde eu sei, bons meninos não odeiam ninguém. Talvez eu já esteja condenado a viver com esses cacos aqui por dentro e eles me machuquem cada vez que você fala dele. Eu sei que sou idiota […]

Continue a ler